Use o viva voz no carro e mantenha as mãos no volante

É a principal dica para quem for dirigir e levar o seu celular. Com o aumento das multas em 125% por uso de celular (de R$ 85,13 para R$ 191,54) além da perda de 7 pontos na CNH, não faltam motivos para repensar comportamentos no trânsito.

Isto porque, conforme o art. 252, incisos V e VI do Código de Trânsito Brasileiro, é considerada uma infração média e com penalidade de multa, dirigir o veículo com só uma mão, a não ser quando é necessário mudar a marcha do veículo, acionar equipamentos e acessórios do veículo, ou quando for necessário fazer sinais regulamentares de braço. É considerada infração também conduzir o veículo utilizando fones de ouvido.

Viva Voz

O maior prejuízo, contudo, nem de longe é o financeiro, mas sim quando uma atitude dessas, compromete a vida ou a liberdade de alguém inocente.

Bem como atender o celular é algo proibido, usar o whats app enquanto se está no trânsito é algo impensável. A medida não se trata de “invenção brasileira”.

Na Espanha, por exemplo, o Departamento de Trânsito atribuiu a causa de muitos acidentes ao uso recorrente do celular e do whats app no trânsito. Lá, mais da metade dos acidentes ocorreram em razão do uso irregular do aparelho. E tal estatística não causa espanto: segundo as autoridades espanholas, 9 entre 10 entrevistados garantiram que já viram outros motoristas usando o celular no trânsito. Haja multa.

Há quem argumente que o ato de dirigir com o celular na mão, não lhe atrapalha ao volante. Porém, se um carro estiver a 60 km/h, e o seu deslocamento for de 17 metros por segundo, o motorista terá andado 170 metros sem perceber direito o que ocorre à sua frente ou dos lados, e sem ter tempo de reação em caso de urgência.

Mas e se ligarem para o meu telefone e for urgente?

A melhor saída é atender ao telefone rapidamente no viva-voz do carro. RAPIDAMENTE. Se houver a necessidade de manter uma conversa importante, mesmo que leve apenas alguns minutos, o viva voz do carro é uma alternativa segura e que não vai lhe causar qualquer prejuízo no bolso. Mas que seja breve e pontual.

Ao contrário dos fones que atrapalham e tiram a concentração sonora do que ocorre em volta, o uso do viva-voz permite maior atenção auditiva e libera as mãos do condutor ao guiar o veículo. A lei e mesmo o artigo 252 em seus incisos, não aborda qualquer proibição com relação ao uso de aparelhos viva-voz no carro.

Alguns aparelhinhos na internet e que custam em torno de R$ 120,00, já vem com presilhas e autonomia de até 7 horas de conversa. Mas existem também aparelhos de som no mercado, como os da linha 4 Rodas, que já vem com este recurso de viva voz embutido.

Lembre-se: um carro e seus recursos jamais podem ser uma arma em suas mãos. Use-os com sabedoria.